terça-feira, 11 de julho de 2017

HENRIQUE ALVES MANTEVE INFLUÊNCIA NO GOVERNO TEMER MESMO APÓS SER PRESO, DIZ PF

UESLEI MARCELINO
Relatório da Polícia Federal aponta que o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que foi preso em junho na Operação Manus, desdobramento da Lava Jato, continuou exercendo influência sobre vários setores do governo Michel Temer mesmo após sua saída do governo, no ano passado; mensagens encontradas no celular de Alves revelam que ele continuou articulando a liberação de verbas do Ministério do Turismo para festas em diversos municípios potiguares, além de participar da negociação de convênios e emendas parlamentares visando a liberação de recursos.

247 - Relatório da Polícia Federal aponta que o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que foi preso em junho na Operação Manus, desdobramento da Lava Jato, continuou exercendo influência sobre vários setores do governo Michel Temer mesmo após sua saída do governo, no ano passado.

Mensagens encontradas no celular de Alves revelam que ele continuou articulando a liberação de verbas do Ministério do Turismo para festas em diversos municípios potiguares, além de participar da negociação de convênios e emendas parlamentares visando a liberação de recursos para cidades do Rio Grande do Norte.
O relatório da PF lista conversas com pelo quatro autoridades e interlocutores nas quais Alves trata da liberação de recursos para diversas áreas, como segurança pública, e municípios potiguares.
O procurador Rodrigo Telles, afirmou que o "amplo poder de influência no governo federal" mantido por Alves, inclusive na liberação de verbas públicas, "demonstra a necessidade de ele continuar preso, para afastar o risco de que continue praticando crimes".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá queridos leitores, bem vindo a pagina do Blog Imperial. Seu comentário é de extrema importância para nosso crescimento.

Marcos Imperial

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...