terça-feira, 31 de agosto de 2010

até que em fim





América faz 1 a 0 no ASA e consegue primeira vitória em casa na Série B

Com os três pontos conquistados na noite desta terça-feira (31), alvirrubro subiu uma posição na tabela, mas continua na zona de rebaixamento.

Por Thyago MacedoTamanho do texto: A ImprimirFotos: Elpídio Junior

O América-RN venceu pelo placar mínimo de 1 a 0. Mesmo assim, o resultado positivo sobre o ASA-AL é suficiente para a torcida comemorar a primeira vitória do alvirrubro dentro de casa, na Série B do Campeonato Brasileiro. Com os três pontos conquistados na noite desta terça-feira (31), o América subiu uma posição na tabela, mas continua na zona de rebaixamento.

Em 18 rodadas disputadas até agora pela Série B, o clube potiguar havia jogado oito delas no Machadão, tendo empatado duas partidas e perdido seis. O gol que garantiu a vitória do América foi marcado pelo centroavante Cristiano Alagoano.


Ele estreou hoje com a camisa nove do alvirrubro. Aos 23 minutos do segundo tempo, o jogador recebeu lançamento, driblou o goleiro Paulo Musse e chutou para o fundo do gol. A defesa do ASA-AL reclamou de impedimento, o árbitro, no entanto, validou o gol.


A vitória mesmo deixando o América na zona de rebaixamento faz o time do técnico Lula Pereira respirar um pouco mais. Com o resultado, o alvirrubro chega aos 16 pontos. Agora, o América está a dois pontos de sair da zona, pelo menos até o fim da noite desta terça-feira, quando o Bragatino entra em campo e pode voltar a ter a vantagem de cinco pontos.

Já o ASA-AL não vive uma boa fase na Série B e perdeu os últimos três jogos na competição. Com isso, a equipe alagoana permaneceu com 22 pontos, estando na 12ª colocação e podendo cair ainda mais, dependendo dos resultados da noite. fonte: o minuto

Milan paga R$ 33 milhões por Robinho



Robinho diz que Kaká lhe falou bem do Milan


Atacante conta com ajuda de outros brasileiros para brilhar no novo clube
Divulgação/Milan
Robinho e Galliani seguram a camisa do Milan: atacante brasileiro será o camisa 70

Publicidade

Em suas primeiras declarações como jogador do Milan, o atacante Robinho contou que tem ótimas impressões do clube, por causa das palavras de um dos maiores ídolos recentes do clube, Kaká.

Milan paga R$ 33 milhões por Robinho

Ele afirmou também que conta com o apoio dos outros três brasileiros do elenco – o zagueiro Thiago Silva, o meia Ronaldinho Gaúcho e o atacante Alexandre Pato – para se adaptar rapidamente ao novo clube.

- O Milan tem grandes jogadores, é uma grande equipe com uma história muito importante. Espero contribuir para conquistar muitos títulos. Kaká sempre me falou muito bem do Milan e agora sei que os brasileiros do elenco me apoiarão para me adaptar logo.

Como a camisa 7, que usava no Santos, no Milan pertence a Alexandre Pato, Robinho vai usar o número 70. A camisa 11, que o brasileiro usou na Copa do Mundo e estava vaga, ficou com outro reforço do clube, o sueco Ibrahimovic.

Pelas contas do Milan, Robinho é o 17º jogador brasileiro a vestir a camisa do clube nos últimos 24 anos, desde 1986, quando o primeiro-ministro Silvio Berlusconi assumiu o controle do clube. A lista inclui sete campeões do mundo com a seleção brasileira: Dida, Cafu, Roque Júnior, Leonardo, Kaká, Ronaldo e Rivaldo.

O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, afirmou que a contratação de Robinho era "um presente de Berlusconi aos torcedores". fonte:r7

Lula afirma que urbanizar favelas corrige equívocos da política habitacional passada

 
 
 
O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou hoje (31) que urbanizar as favelas é uma forma de reparar os equívoco
da política habitacional dos anos 1970 e 1980. “O que nós estamos fazendo agora é um processo de reparação, ninguém que tirar ninguém do lugar onde mora para mandar para 40 quilômetros longe da cidade, para depois gastar tudo que ele ganha com trasporte para vir trabalhar”. Ele participou da entrega de 240 apartamentos na comunidade de Paraisópolis, na zona sul da capital.


Os imóveis foram construídos em uma parceria entre os governos federal, estadual e do município de São Paulo. O projeto conta com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e prevê a construção de 2.400 novas moradias e a reforma de outras 692, além de obras de infraestrutura. Os recursos estão orçados no valor total de R$ 318,8 milhões. “Isso agora não é mais uma favela, isso agora é um bairro”, afirmou Lula.


As melhorias foram conquistadas, segundo o presidente, graças à pressão exercida pelos movimentos sociais. “O povo ficou esperto. Os movimentos sociais de moradia não aceitam mais meias palavras, eles estão preparados politicamente. Estão organizados”, declarou o presidente.


Após o evento, que contou com também a participação do governador Alberto Goldman (PSDB) e do prefeito de São Paulo,Gilberto Kassab (DEM), Lula foi à Maternidade São Luiz, também na zona sul, para visitar o neto Pedro, que nasceu hoje, filho de Fábio Luiz da Silva e Renata.


Com informações da Agência Brasil. fonte: tribuna do norte


 
 
 
 
 

Candidatos prejudicados com tempo de rádio e TV devem buscar a Justiça

Candidatos prejudicados com tempo de rádio e TV devem buscar a Justiça


TRE faz divisão do espaço na mídia apenas entre partidos e coligações que, por sua vez, redistribuem horário entre políticos.

Confira as principais datas e prazos do calendário eleitoral

Registro de candidaturas e previsão de gastos

Calendário Eleitoral de 2010

Saiba mais

PV diz que partido está unido e que Paulo Wagner é prioridade

Paulo Wagner reclama do PV e diz que é vítima de “boicote” pelo partido

Os candidatos que se sentirem prejudicados com a sub-divisão do tempo de rádio e TV devem buscar a Justiça comum, uma vez que a Justiça Eleitoral é responsável apenas pela distribuição desse tempo entre os partidos e coligações, e não entre os postulantes a cargos eletivos.

“A Justiça Eleitoral apenas distribui o tempo entre partidos e candidatos. A distribuição entre eles é uma questão interna”, explica o chefe de cartório da 3ª Zona Eleitoral, Tayrone Dantas.

Por isso que há candidatos que aparecem duas vezes no horário eleitoral, têm mais tempo de exposição ou mais quantidade de inserções. Um exemplo disso é o candidato a deputado federal Betinho Rosado (DEM), que aparece duas vezes durante o horário eleitoral. Caso idêntico acontece com o candidato Cláudio Porpino (PSB).

Há ainda, como exemplo, a negociação entre os candidatos ao Senado pela coligação “Vitória do Povo”, Wilma de Faria (PSB) e Hugo Manso (PT). Teoricamente Hugo teria mais tempo do que Wilma, porém o petista tem o direito de ceder seu espaço para a peessebista.

No entanto, caso Hugo não aceitasse perder seu espaço na mídia e, mesmo assim, a coligação retirasse seu tempo sem que houvesse um acordo, o que não é o caso, o candidato poderia recorrer na Justiça comum.

“Se o candidato se sentir prejudicado, ele deve buscar a executiva estadual do partido, depois a nacional e, se não estiver satisfeito, pode buscar a Justiça comum e cobrar uma indenização por danos, perdas”, detalha Tayrone. fonte: o minuto

Criado pelo governo Lula, o Programa Universidade para Todos (ProUni) criou uma nova realidade no ensino superior do Brasil. Mas nem todos pensam assim e preferem combater o programa até na Justiça.



Ontem, o jornalista Elio Gaspari comentou a iniciativa do DEM contra o ProUni, em sua coluna publicada em vários jornais. Leia aqui o artigo "Se dependesse do DEM, o ProUni não existiria". "A ADI do ex-PFL está no Supremo, na companhia de outras duas e todas já foram rebarbadas pelo relator do processo, o ministro Carlos Ayres Britto. Se ela vier a ser aceita pelo tribunal, bye bye ProUni", diz Gaspari.
Na ação, o DEM pede a suspensão do programa até o julgamento do mérito da ação e contestaram vários pontos da MP, principalmente os que regulavam o novo arranjo tributário de incentivo às instituições que aderissem ao Prouni, o que se aceito pelo STF inviabilizaria a efetivação do programa. Ou seja, o PFL, hoje DEM, é contra que jovens de baixa renda tenham acesso ao Ensino Superior.
Até agora, mais de 700 mil estudantes em todo Brasil já se beneficiaram do Prouni. Sem ele, todos não teriam acesso à universidade. Neste ano, o presidente Lula recebeu uma turma de formandos do ProUni em Medicina (ver foto acima).
A candidata à Presidência pela coligação Para o Brasil Seguir Mudando, Dilma Rousseff, tem alertado que, caso a oposição tenha êxito na ação que ainda tramita no STF, o ProUni corre risco de ser extinto e todos os matriculados com bolsas subsidiadas pelo governo federal perderiam o direito de estudar. Esse é o objetivo da ação no STF. A ação do DEM contesta ainda a concessão de créditos do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), prioritariamente para as instituições credenciadas no ProUni.
Conheça aqui os avanços do governo Lula na Educação.

Fonte: www.dilma13.com.br

Dilma lidera disputa no RN A pesquisa Ibope/Sinduscon mostrou que a presidenciável Dilma Rousseff (PT) lidera a preferência do eleitorado no Rio Grande do Norte com 61%

Em segundo lugar está José Serra (PSDB) com 22%.  A senadora Marina Silva (PV) esta´com 7%. Os candidatos Plínio Sampaio (PSOL), Rui Costa (PCO), Zé Maria (PSTU) e Ivan Pinheiro (PCB) não pontuaram. Brancos e nulos somaram 5% e indecisos 4%.  No comparativo com a pesquisa Ibope/InterTV Cabugi a petista aumentou 7 pontos percentuais. José Serra caiu 7 pontos percentuais. O desempenho da candidata Marina Silva também baixou, dessa vez 2 pontos percentuais.  A pesquisa Ibope/Sinduscon mostrou que Dilma Rousseff tem 74% do eleitorado de Iberê Ferreira e 63% dos votos citados para Rosalba Ciarlini.  José Serra foi citado por 18% do eleitorado de Iberê Ferreira e por 26% do eleitorado de Rosalba Ciarlini.     Fonte: Tribuna do NorteDilma lidera disputa no RN  A pesquisa Ibope/Sinduscon mostrou que a presidenciável Dilma Rousseff (PT) lidera a preferência do eleitorado no Rio Grande do Norte com 61%. Em segundo lugar está José Serra (PSDB) com 22%.  A senadora Marina Silva (PV) esta´com 7%. Os candidatos Plínio Sampaio (PSOL), Rui Costa (PCO), Zé Maria (PSTU) e Ivan Pinheiro (PCB) não pontuaram. Brancos e nulos somaram 5% e indecisos 4%.  No comparativo com a pesquisa Ibope/InterTV Cabugi a petista aumentou 7 pontos percentuais. José Serra caiu 7 pontos percentuais. O desempenho da candidata Marina Silva também baixou, dessa vez 2 pontos percentuais.  A pesquisa Ibope/Sinduscon mostrou que Dilma Rousseff tem 74% do eleitorado de Iberê Ferreira e 63% dos votos citados para Rosalba Ciarlini.  José Serra foi citado por 18% do eleitorado de Iberê Ferreira e por 26% do eleitorado de Rosalba Ciarlini.  Fonte: Tribuna do Norte

CONHEÇA A REJEIÇÃO DOS GOVERNADORÁVEIS POR REGIÃO

Conheça como é a rejeição dos candidatos ao Governo por região:


NATAL

Bartô Moreira – 31%

Camarada Leto – 29%

Carlos Eduardo -28%

Iberê Ferreira – 29%

Roberto Ronconi- 24%

Rosalba Ciarlini -28%

Sandro Pimentel – 33%

Simone Dutra – 27%

Poderia votar em todos – 5%

Não respondeu – 18%



LESTE

Bartô Moreira – 18%

Camarada Leto – 17%

Carlos Eduardo -26%

Iberê Ferreira – 30%

Roberto Ronconi- 15%

Rosalba Ciarlini -20%

Sandro Pimentel – 24%

Simone Dutra – 16%

Poderia votar em todos – 18%

Não respondeu – 15%



AGRESTE

Bartô Moreira – 29%

Camarada Leto -24%

Carlos Eduardo -32%

Iberê Ferreira – 31%

Roberto Ronconi- 24%

Rosalba Ciarlini -17%

Sandro Pimentel – 25%

Simone Dutra – 26%

Poderia votar em todos – 14%

Não respondeu – 13%



CENTRAL

Bartô Moreira – 31%

Camarada Leto -32%

Carlos Eduardo -27%

Iberê Ferreira – 28%

Roberto Ronconi- 21%

Rosalba Ciarlini -17%

Sandro Pimentel – 24%

Simone Dutra – 27%

Poderia votar em todos – 4%

Não respondeu – 19%



OESTE

Bartô Moreira -39%

Camarada Leto -35%

Carlos Eduardo -32%

Iberê Ferreira – 34%

Roberto Ronconi- 32%

Rosalba Ciarlini -11%%

Sandro Pimentel – 40%

Simone Dutra – 38%

Poderia votar em todos – 12%

Não respondeu – 8%

fonte: Panorama Político

"VEJA A EVOLUÇÃO DOS NÚMEROS DE TODAS AS PESQUISAS IBOPE PARA GOVERNO NO RN"

Confira a evolução dos números nas três pesquisas realizadas pelo Ibope no Rio Grande no que e refere a sucessão estadual.

1ª – Dia 14 de agosto

Rosalba – 48%

Iberê – 20%

Carlos Eduardo – 13%


2ª – Dia 19 de agosto

Rosalba – 46%

Iberê – 24%

Carlos Eduardo – 14%


3ª – Dia 30 de agosto

Rosalba – 45%

Iberê – 25%

Carlos Eduardo – 11%





IBOPE: DIMINUI DIFERENÇA ENTRE ROSALBA E IBERÊ, MAS AINDA DAR 1º TURNO


Divulgados os números da terceira rodada do Ibope para o governo do Estado. A pesquisa foi realizada na semana passada e foram entrevistados 812 eleitores em 38 municípios do Rio Grande do Norte. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.



Confira os números para o Governo/estimulada

Rosalba(DEM) 45%

Iberê Ferreira(PSB) 25%

Carlos Eduardo(PDT) 11%

Roberto Ronconi – 1%

Branco/Nulo – 10%

Indecisos – 7%





VEJA A EVOLUÇÃO DAS PESQUISAS IBOPE PARA O SENADO NO RN

Na corrida para o senado todos os três principais candidatos apresentaram queda, na terceira roda do Ibope, divulgada pela InterTV Cabugi, no RN TV 2ª edição.

confira


1ª – Dia 14 de Agosto

Garibaldi – 53%

Agripino – 47%

Vilma – 38%



2ª – Dia 19 de Agosto

Garibaldi – 60%

Agripino – 51%

Vilma– 43%



3ª – Dia 30 de Agosto

Garibaldi – 54%

Agripino – 247

Vilma – 40%
fonte blog do Jocelino dantas

Lula diz que exportações brasileiras vão voltar a crescer


Presidente destacou que a equipe econômica está atenta aos rumos do comércio exterior, fazendo reuniões freqüentes para tratar do tema.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, demonstrou nesta segunda-feira (30) confiança na recuperação da balança comercial brasileira, que vem registrando progressivo crescimento das importações em relação às exportações.

Lula destacou que a equipe econômica está atenta aos rumos do comércio exterior, fazendo reuniões freqüentes para tratar do tema. “Estamos olhando isso. A cada dez ou 15 dias eu me reúno com o ministro Guido Mantega [Fazenda], com o ministro Miguel Jorge [Desenvolvimento], com o presidente do Banco Central [Henrique Meirelles] e a gente está acompanhando [o comportamento da balança comercial]”, disse Lula, ao participar de um evento beneficente no Theatro Municipal do Rio.

“Vamos fazer todos os gestos possíveis para a economia brasileira continuar crescendo e nenhum gesto para atrapalhar o comércio mundial. O que nós queremos é que flua o comércio. Que os Estados Unidos voltem a importar. Que a Europa volte a importar para que a gente possa equilibrar a economia mundial e todo mundo voltar a crescer”, afirmou Lula.

Perguntado sobre o processo de capitalização da Petrobras, o presidente não quis adiantar nada. Afirmou apenas que a decisão está próxima. “Esse é um assunto tão delicado que não ouso dar palpite antes de ter uma decisão. Acredito que a decisão está muito próxima. Há interesses de todos setores do governo de fazer isso o mais rápido possível. Acho que por estes dias haverá o anúncio.”

Lula participou de um show beneficente promovido em prol do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), com apresentação do cantor Ney Matogrosso. O presidente estava acompanhado pelo governador do estado, Sergio Cabral, pelo prefeito Eduardo Paes e pelo empresário Eike Batista, que doou R$ 4,5 milhões para promover melhorias nos ambulatórios das colônias de Curupaiti e Itaboraí, no estado do Rio, e na construção de um museu sobre a doença.

Lula afirmou que, até o final de seu governo, terá promovido a reparação judicial de 11 mil hansenianos, que por muitos anos eram segregados da sociedade e separados de suas famílias em colônias. “Já aprovamos a lei. Têm pessoas recebendo uma pensão de R$ 750 por mês. São 11 mil pedidos e já atendemos 5 mil. Preferimos atender primeiro quem tem mais de 60 anos e agora vamos atender a outra parte. Espero que a gente possa concluir todo o processo até o final do meu mandato.”

A hanseníase acomete principalmente a pele e os nervos. O Brasil é o primeiro país do mundo em incidência da doença, seguido do Nepal e Timor Leste. A cada ano são detectados 40 mil novos casos no país, sendo que de 8% a 10% acabam ficando com sequelas, devido ao tratamento tardio, embora a doença tenha 100% de cura. fonte o minuto

agenda dos candidatos para esta terça-feira

Os três candidatos com melhor posição participam hoje de Seminário em Caicó.

A programação da terça-feira (31) para os candidatos ao Governo do Estado é composta de mobilizações, reuniões e caminhadas. Os três candidatos com melhor colocação na corrida eleitoral participam de Seminário em Caicó.

O governador Iberê Ferreira (PSB) participa de Seminário sobre as eleições 2010 em Caicó no Centro Cultural Adjuto Dias - Adese. Depois, o candidato a reeleição tem encontro com Rangel e lideranças do comércio e da indústria da região Seridó e tem reunião na Casa do Empresário. A noite, Iberê faz passeata no bairro Walfredo Gurgel e depois faz comício em Caicó.

O candidato Sandro Pimentel (Psol) faz agitação e panfletagem na Praça Gentil Ferreira, no Alecrim pela manhã. A tarde, ele realiza encontro com estudantes da UFRN e a noite participa de pós-graduação em Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho, na UFRN.

O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT) também participa de Seminário "Eleições 2010 e o Desenvolvimento Sustentável do Seridó", promovido pela Adese, no centro Cultural Adjuto Dias, em Caicó. A tarde, ele faz caminhada em Jardim do Seridó, no interior do Rio Grande do Norte.

Já a candidata Simone Dutra (PSTU) da reunião com assessores de campanha e a tarde, acompanha assembleia de trabalhadores da educação em São Gonçalo.

A candidata Rosalba Ciarlini (DEM) participa de Seminário sobre desenvolvimento sustentável no Seridó e de palestras dos Bispos do RN e fala dos Candidatos, no Centro Cultural Adjuto Dias, em Caicó. A tarde, a candidata segue para Brasília onde participa do esforço concentrado de votações no Senado da República. fonte o minuto

Dilma se nega a falar sobre ministério e acusa PSDB


"Candidata do PT foi a primeira candidata da série de entrevistas promovida pelo Jornal da Globo"



Em entrevista ao Jornal da Globo, na sede da TV Globo, em São Paulo, que aconteceu na noite de segunda-feira, 30, a candidata à Presidência, Dilma Roussef (PT), defendeu o presidente Lula em relação aos presos políticos de Cuba, disse que não é o momento de definir os ministérios e acusou os adversários de estarem fazendo 'uso eleitoral' da questão do vazamento do sigilo de dados de integrantes do PSDB.

Futuro ministério

Em relação ao futuro ministério e petistas envolvidos em escândalos, como José Dirceu, que participa da campanha da petista, Dilma se esquivou e disse que por questão de respeito à população não tem discutido o futuro governo porque ainda não foi eleita. 'Para você começar a discutir um governo, eu teria de estar eleita. Se eu colocar a carroça na frente dos bois, em vez de eu discutir os programas do governo, em vez de eu dizer o que eu quero para as pessoas me escolherem como presidenta do Brasil, eu vou ficar discutindo uma coisa que não aconteceu. Por que, cá entre nós, pesquisa não ganha eleição. O que ganha eleição é voto na urna', explica a petista.

Sigilo fiscal

Sobre a quebra de sigilo e o vazamento de dados de tucanos na semana passada, na agência da Receita Federal, em Mauá, Dilma explicou que não compactua com isso. Ela negou qualquer envolvimento no vazamento de dados sobre integrantes do PSDB. 'Eu tenho pedido sistematicamente que apresentem provas', devolveu a candidata. E contra-atacou afirmando que os adversários teriam um histórico de vazamentos e de grampos.

'Por exemplo, vazamento das dívidas dos deputados federais com o Banco do Brasil nas vésperas da votação da emenda da reeleição; os grampos que existiram no BNDES e também os grampos feitos juntos ao próprio gabinete, o secretário da Presidência da República', sustentou Dilma. 'Eu jamais usei esses episódios pra tornar o meu adversário suspeito de qualquer coisa porque eu não acho correto. Agora, eu também não concordo e que sem provas me acusem ou acusem a minha campanha.'

Cuba e os presos políticos

Perguntada sobre o que ela sentiu quando Lula disse que os presos políticos de Cuba era como bandidos em São Paulo, a petista fez uma defesa do presidente e disse que ele foi um dos responsáveis pela soltura dos cubanos. 'Eu acho que a trajetória política e de vida do presidente Lula não pode permitir que a gente acredite que o presidente Lula foi uma pessoa que não lutou a vida inteira pelos direitos humanos', ressalvou. Por fim, a candidata petista afirmou que ela é pessoalmente solidária aos presos políticos de Cuba. 'Sou contra crimes de opinião, crimes políticos ou crimes por pensar, por querer ou por opor e vou defender isso a minha vida inteira', conta.

Na terça-feira, 31, o próximo candidato a ser entrevistado será José Serra (PSDB). fonte hotmail

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Lula participará do "show da virada" do centenário corintiano


Lula comemorará centenário do Corinthians junto à torcida

ReduzirNormalAumentarImprimirO presidente Luis Inácio Lula da Silva, torcedor corintiano fanático, estará presente na festa de comemoração do centenário do clube paulista, que ocorre nesta terça-feira, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. A informação foi confirmada na noite desta segunda-feira pela assessoria da presidência da República.

Pouco antes, Lula receberá a condecoração de "Torcedor Símbolo do Centenário", em evento que terá lugar no Salão Nobre do Parque São Jorge. No mesmo dia, o Clube dos 13 anunciou que concederá ao presidente Luis Inácio Lula da Silva o título de "Chanceler Honorário do Futebol Brasileiro".

O show de comemoração do centenário do Corinthians será realizado a partir das 19h30, no centro de São Paulo, e continuará até depois das 0h do dia 1º de setembro, quando o clube comemora seu aniversário.

O evento, gratuito, contará com shows de Exaltasamba, Maria Cecília & Rodolfo, Ronaldo e os Impedidos, Badauí e Japinha do CPM22, Paula Lima, Xis, Rappin Hood, Negra Li, Nuwance e Bateria Unificada das Torcidas.

No intervalo das bandas, homenagens ao clube serão feitas por ex-jogadores, pelo elenco atual e por ídolos corintianos. Haverá também um show pirotécnico na passagem para o dia 1º de setembro, data do centenário.


 Redação Terra

Dilma propõe popularizar internet e facilitar acesso a 40 milhões de pessoas

Popularizar a internet e facilitar o acesso para mais de 40 milhões de brasileiros. Essa é a proposta da candidata pela coligação Para o Brasil Seguir Mudando, Dilma Rousseff, para um serviço de banda larga de qualidade e com preços mais acessíveis.

“Hoje o acesso à internet é limitado às classes média alta e alta, que somam mais ou menos 12 milhões de pessoas”, disse Dilma, em entrevista coletiva à imprensa na tarde deste domingo (29). “No Brasil hoje a banda larga é lenta e cara. Aqui se paga, por exemplo, duas vezes e meia mais do que no México.”

Ela pretende levar, até 2014, internet rápida por um preço entre R$ 15,00 e R$ 35,00 para as 27 capitais e 4.283 municípios, conforme está previsto no Plano Nacional de Banda Larga do Governo Federal.

Segundo Dilma, a ideia é atender a população em geral e as empresas (microempresários, médios e grandes) o acesso a um serviço de qualidade com preços acessíveis. “No Brasil isso vai significar acesso não só para a população em geral como também é um instrumento de aumento de produtividade.”

A proposta é tornar a banda larga disponível por meio da Telebras, usando as fibras ópticas das empresas de eletricidade e dos gasodutos da Petrobras. Será uma rede básica de transmissão de dados, voz e imagens de grande extensão. O montante previsto para ser gasto é de pouco mais de R$ 3 bilhões.

Parcerias

O objetivo também é fazer parcerias com os prestadores de serviços, os provedores normais, com lan houses e comunidades para diversificar a produção e impulsionar a concorrência.

O Plano Nacional de Banda Larga foi formatado quando a candidata petista ainda estava na chefia da Casa Civil. Na quinta-feira passada (26), o governo federal anunciou a relação das cem cidades que terão acesso à internet rápida até o final de 2010.


Nesta primeira fase, serão beneficiadas mais de 14 milhões de pessoas. As cem cidades estão distribuídas nos seguintes estados: Alagoas, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Sergipe, São Paulo, Bahia, Paraíba, Ceará, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Maranhão, Piauí e Tocantins. Além desses estados, estão incluídas 15 capitais das regiões Sudeste e Nordeste, além do Distrito Federal.

Os critérios escolhidos para a seleção dos primeiros municípios atendidos são a existência de redes de fibra ótica, a proximidade de até 50 km com os pontos de presença, chamados de POPs, cidades com menor densidade de banda larga e com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), áreas urbanas pobres e densamente povoadas, além de áreas rurais e regiões remotas.

http://www.dilma13.com.br/

Para Mantega, País cresceu entre 0,5% e 1,0% no 2º trimestre

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, previu nesta segunda-feira, 30, um crescimento de 0,5% a 1% para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no segundo trimestre, ante o primeiro, resultado que o IBGE divulgará na próxima sexta-feira. Mantega participou do 7º Forum de Economia da FGV, em São Paulo.

Ele explicou que a economia brasileira certamente crescerá a uma taxa menor do que a observada no primeiro trimestre deste ano - que foi de 2,7% ante o quarto trimestre de 2009 e de 9% ante o primeiro trimestre do ano passado. 'Eu não vou cravar o número aqui, prefiro trabalhar com o intervalo de 0,5% a 1%', disse o ministro.

Segundo Mantega, o mercado estava pessimista em relação ao PIB de 2010, mas agora já crava expectativas em torno de 7% (na pesquisa Focus divulgada hoje, é de 7,09%), mesmo prognóstico da Fazenda. 'Esta será a maior taxa de crescimento dos últimos 24 anos. Só em 1986, tivemos crescimento parecido.' Para o período de 2011 a 2014, o ministro acredita que a economia brasileira tem condições de crescer a uma taxa média anual de 5,8%. 'Para 2011, acreditamos num crescimento em torno de 5%. Nós acreditamos em crescimento sustentado e com qualidade', disse o ministro.

'Não vejo processo de desindustrialização no Brasil'

O ministro da Fazenda também rebateu as avaliações de que há um processo de desindustrialização em curso no País. O presidente da Fiesp, Benjamin Steinbruch, havia defendido essa tese um pouco antes, no mesmo seminário.

'Não vejo processo de desindustrialização', disse Mantega. 'Claro que, com a crise de 2008, houve uma redução das exportações de manufaturados, mas eu não chamo isso de desindustrialização', afirmou ele, acrescentando que a produção industrial deve fechar o ano com crescimento expressivo ante 2009. 'E vamos continuar crescendo. É claro que alguma indústria trabalha com componentes externos, mas o presidente da Fiesp (também presidente da CSN) trabalha com a siderurgia, que perdeu espaço lá fora, mas está vendendo mais para construção civil no mercado interno. Garanto que não haverá desindustrialização', sentenciou o ministro.

Mantega acrescentou que, em países mais desenvolvidos, é normal que o setor de serviços cresça mais e que a indústria e a agricultura cresçam menos. 'No Brasil, a agricultura pesa menos no PIB e nem por isso podemos dizer que o setor cresce menos, porque temos uma agricultura das mais dinâmicas do mundo', disse o ministro. FONTE HOTMAIL.

AS MULHERES DO PT AVANÇAM

Caravana das Mulheres será lançada na próxima quarta-feira em Natal Na próxima quarta-feira, 1º/09, o Comitê de Mulheres da Coligação Vitória do Povo realiza uma importante atividade, com o lançamento da Caravana das Mulheres, no bairro da Cidade da Esperança. O evento vai contar com a participação de aproximadamente 400 mulheres e com a presença dos candidatos Iberê 40, Hugo 131 e Vilma 400. A atividade está prevista para iniciar às 19h, no salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora da Esperança, rua Adolfo Gordo, próximo à Central do Trabalhador, com grande mobilização no bairro.


Já no dia 8 de setembro, a caminhada será realizada no bairro do Alecrim. A concentração será no relógio do Alecrim e a caminhada vai até o bairro das Quintas, com a presença da candidata ao Senado, Vilma 400 e o deputado federal, Hugo 131.

Mais informações:

Amélia Freire - 8872-5729

Jucyana - 9918-9361

Preta - 8712-7516

Teresa - 9988-3094

Agripino corre o risco de ficar de fora do Senado

 Revista Isto É cita José Agripino na lista dos que “poderão não se reeleger”

A revista Isto É, edição desta semana, cita o nome do senador potiguar José Agripino Maia como um dos oposicionistas que poderá não conseguir a reeleição.

Veja um dos trechos da matéria:

“No Rio Grande do Norte, o senador José Agripino Maia (DEM), que chegou a bater boca com a ministra Dilma Rousseff em audiência no Senado, está em segundo lugar nas pesquisas, com 39%, mas vê o avanço de sua oponente, a ex-governadora Wilma Maia (PSB), que já tem 32%. Em primeiro lugar está o ex-presidente do Senado Garibaldi Alves Filho (PMDB), com 41%.

A ameaça de esses caciques perderem seus cocares deixa claro dois fenômenos que estão ocorrendo nas eleições de 2010. O primeiro é a im­­pressio­­nante popularidade do presidente Lula, que conseguirá fazer como sucessora uma candidata completamente virgem em disputas eleitorais. Se Lula não consegue eleger todos os candidatos que apoia, como o ex-senador Aloizio Mercadante, em São Paulo, ele, ao menos, tem minado a campanha de seus adversários políticos. O outro é o desejo de renovação do Congresso. Após anos de escândalo sobre escândalo no Senado, boa parte da população não quer eleger ninguém que tenha passado os últimos anos por lá.” fonte Panorama Político

Pesquisa Aponta o que todo mundo já sabe Dilma ganha com folga eleição no RN

O Ipespe aponta que a candidata do PT teria 59% da preferência dos eleitores norte-rio-grandenses.


A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, tem 59% das intenções de voto na pesquisa estimulada do Ipespe. José Serra (PSDB) aparece em segundo lugar, com 21% das preferências, e Marina Silva (PV) está com 5% das citações do eleitor norte-rio-grandense.

Os demais candidatos na corrida presidencial não pontuaram, brancos e nulos somaram 4% e 11% não souberam responder.

A pesquisa do Ipespe foi realizada entre os dias 25 e 27 de agosto e registrada no TSE sob o número 26151/2010 e no TRE sob o número 23500/2010. O instituto ouviu 1.200 pessoas nas mesorregiões do Estado. A margem de erro é de 2,9%. A contratante foi a Rádio Natal Reis Magos (96 FM).

Governo Lula

De acordo com a pesquisa do Ipespe, 51% dos entrevistados consideram ótimo o governo do presidente Lula. Outros 36% dizem que é bom, 6% acham regular, 1% considera ruim, 2% acham péssimo e outros 2% não souberam responder. fonte o minuto Por Diógenes Dantas.

Veja a agenda dos candidatos para esta segunda-feira

Candidatos se dividem em Natal e no interior do Estado em reuniões, gravações de programas e caminhadas.

Por Marília RochaTamanho do texto: A Imprimir

Os candidatos ao Governo do Estado estarão nesta segunda-feira (30) em Natal e no interior em caminhadas, reuniões e gravações de programa.

A candidata Simone Dutra (PSTU) passa o dia inteiro em Currais Novos onde cumpre agenda junto com os candidatos ao Senado e deputados federais.

Bartô Moreira (PRTB) passa o dia cumprindo agenda no bairro das Rocas: ele visita a Feira Livre e a tarde, faz caminhada no bairro, em Natal.

Já o candidato Sandro Pimentel (Psol) participa de encontro com os mototaxistas, em Macaíba pela manhã e participa de assembleia geral do SINTEST/RN, no auditório da Biblioteca Central da UFRN. A tarde, Sandro participa de reunião com a coordenação da campanha e candidatos proporcionais, na sede do PSOL e a noite, assiste aula de pós-graduação em Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho, na UFRN.

O candidato Carlos Eduardo (PDT) faz caminhadas na feira livre em Currais Novos e a tarde, caminha na comunidade da África, em Natal. A noite, Carlos Eduardo faz reunião com a coordenação de campanha, na capital do Estado.

A candidata Rosalba Ciarlini (DEM) grava programa eleitoral em Natal pela manhã e a tarde. A noite, a democrata tem reunião com a Coordenação de Campanha, em Natal.


O governador Iberê Ferreira (PSB) grava o programa eleitoral pela manhã e tem agenda Administrativa. A tarde, o candidato tem reunião com coordenação de marketing e a noite, tem encontro com lideranças e amigos do vereador Hermano Morais, no Clube Araruna, no bairro das Rocas. fonte o minuto

domingo, 29 de agosto de 2010

Presidente do Ibope: 'O Brasil já tem uma presidente. É Dilma Rousseff'

Há exatamente um ano, o presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, declarou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não faria o sucessor, apesar da alta popularidade. Na ocasião, o responsável por um dos mais tradicionais institutos de pesquisas do País assegurava que o presidente não conseguiria transferir seu prestígio pessoal para um “poste”, como tratava a ex-ministra Dilma Rousseff.
Agora, a um mês das eleições e respaldado por números apresentados em pesquisas diárias, Montenegro faz um mea-culpa. “Errei e peço desculpas. Na vida, às vezes, você se engana”, afirmou, em entrevista aos repórteres Octávio Costa e Sérgio Pardellas, da IstoÉ. “O Brasil já tem uma presidente. É Dilma Rousseff.”

Segundo Montenegro, a ex-ministra da Casa Civil vem se conduzindo de forma convincente e confirma, na prática, o que o presidente disse sobre ela na entrevista concedida à IstoÉ na primeira semana de agosto: “Lula acertou. Dilma é um animal político. Está mostrando muito mais capacidade do que os adversários.”

O tucano José Serra, na opinião do presidente do Ibope, faz uma campanha sem novidade, velha e antiga. “O PSDB está perdido”, assegura. Neste fim de semana, o Ibope vai divulgar uma nova pesquisa, que confirmará a categórica vantagem da petista. “Fazemos pesquisas ­diárias. E Dilma não para de crescer. Abriu 20 pontos em Minas, onde Serra já esteve na frente. Empatou em São Paulo, mas ali também vai passar. Essa eleição acabou”, conclui Montenegro.

Confira trechos de sua entrevista.

IstoÉ: O sr. disse que o presidente Lula não conseguiria transferir seu prestígio para a ex-ministra Dilma Rousseff, mas as pesquisas mostram o contrário. O sr. ainda sustenta que o presidente não fará o sucessor?

Carlos Augusto Montenegro: Eu nunca vi, em quase 40 anos de Ibope, uma mudança na curva, como aconteceu nesta eleição, reverter de novo. Por mais que ainda faltem 30 e poucos dias para a eleição, o Brasil já tem uma presidente. É Dilma Rousseff. Ela tem 80% de chances de resolver a eleição no primeiro turno. Mas, se não for eleita agora, será no segundo turno.

IstoÉ: A que o sr. atribui essa virada?

Montenegro: Houve uma série de fatores. Primeiro a transferência do Lula, que realmente vai sair como o melhor presidente do Brasil. Um pouco acima até do patamar de Getúlio Vargas e de Juscelino Kubitschek. O segundo ponto é o preparo da candidata Dilma. Ela tem mostrado capacidade de gestão, equilíbrio, tranquilidade e firmeza. A terceira razão é seu bom desempenho na televisão, inclusive nos debates e entrevistas. Lula acertou ao dizer, em entrevista à IstoÉ, que ela era um animal político. Está mostrando muito mais capacidade que os adversários e mostra que tem preparo para ser presidente.

IstoÉ: Mas há um ano o sr. declarou que Lula dificilmente faria o sucessor.

Montenegro: Errei. Eu dizia de uma forma clara que, apesar de o Lula estar bem, ele não elegeria um poste. Foi uma declaração extemporânea, descuidada e muito mais fundamentada num pensamento político do que com base em pesquisas. Foi um pensamento meu. Acho que eu tinha o direito de pensar daquela forma, mas não tinha o direito de tornar público. Peço desculpas. Na vida, às vezes, você se engana.

IstoÉ: O que mais o surpreendeu desde o momento do lançamento das candidaturas?

Montenegro: A oposição errou e essa é a quarta razão para o sucesso de Dilma. A campanha do Serra está velha e antiga. Não tem novidade. O PSDB repete 2002 e 2006. Está transmitindo para o eleitor uma coisa envelhecida. Vejo um despreparo total. O PSDB está perdido, da mesma forma que o Lula ficou nas eleições de 1994 e 1998 contra o Plano Real. Na ocasião, ele não sabia se criticava ou se apoiava e perdeu duas eleições.

IstoÉ: O bom momento da economia, a geração de empregos e o consumo em alta não fazem do governo Lula um cabo eleitoral imbatível?

Montenegro: Essa, para mim, é a razão principal. O Brasil nunca viveu um momento tão bom. E as pessoas estão com medo de perder esse momento. O Plano Real acabou derrotando o Lula duas vezes. Mas o Lula, com o governo dele, sem querer ou por querer, acabou criando um plano que eu chamo de imperial. É o império do bem, em que cerca de 80% a 90% das pessoas pelo menos subiram um degrau.

Quem não comia passou a comer uma refeição por dia, quem comia uma refeição passou a fazer duas, quem nunca teve crédito passou a ter crédito, quem andava a pé passou a andar de bicicleta ou moto, quem tinha carro comprou um mais novo e quem nunca viajou de avião passou a viajar. Os industriais também estão felizes, vendendo o que nunca venderam. Os banqueiros idem.

IstoÉ: Mas esse fator não pesou logo de início, quando os candidatos lançaram os seus nomes e Serra permaneceu vários meses na frente.

Montenegro: No início, houve transferência do Lula. Mas, de uns três meses para cá, o Lula está associando o êxito dele ao êxito do governo como um todo. E está mostrando que Dilma é a gestora desse governo. O braço direito dele. E as pessoas estão confiantes nisso e não estão querendo perder o que ganharam.

IstoÉ: É possível dizer então que o programa de TV do PT é mais eficiente do que o da oposição?

Montenegro: A TV ajudou na consolidação. Mas a virada de Dilma Rousseff na corrida para presidente da República se deu antes da TV. Pelo menos antes do horário eleitoral gratuito.

IstoÉ: Isso derruba o mito de que o programa eleitoral é capaz de virar a eleição?

Montenegro: Quando a eleição é disputada por candidatos pouco conhecidos, ele pode ser decisivo, sim. Por exemplo, a televisão está ajudando a eleição de Minas Gerais a se tornar mais dura. O Aécio está entrando agora, o Anastasia é o governador e eles estão mostrando as realizações do governo. Por isso, o Anastasia está crescendo. O Hélio Costa largou na frente porque já era uma pessoa muito mais conhecida do que o Anastasia. Mas, quando você pega uma eleição em que todos os candidatos são bem conhecidos, o uso da TV é muito mais de manutenção e preenchimento do que para proporcionar uma virada.

IstoÉ: E os debates? Eles podem mudar a eleição?

Montenegro: Só se houvesse um desastre. Cada eleitor acha que o seu candidato teve desempenho melhor. Vai ouvir o que está querendo ouvir. Já conhece as propostas anunciadas durante a propaganda eleitoral. Falando especificamente dessa eleição presidencial, repito que a população está de bem com a vida. Quer continuar esse bom momento. O Brasil quer Dilma presidente.

IstoÉ: A candidatura de Marina Silva não tem força para levar a eleição até o segundo turno?

Montenegro: Cada vez mais a vitória de Dilma no primeiro turno fica cristalizada. Temos pesquisas diárias que mostram que essa eleição presidencial acabou.

IstoÉ: O fato de Dilma nunca ter disputado uma eleição não deveria pesar a favor de José Serra?

Montenegro: No Chile, Michele Bachelet tinha 80% de aprovação, mas não conseguiu fazer o sucessor. Por quê? Porque ele tinha passado. Já tinha concorrido. Quando você concorre, você pega experiência por um lado, mas a pessoa deixa de ser virgem, politicamente falando. Sempre há brigas que você tem que comprar e vem a rejeição. No caso da Dilma, o fato de ela nunca ter concorrido, ter sido sempre uma gestora, uma técnica, precisando só exercitar o seu lado político, ajudou muito.

IstoÉ: Em que medida o fato de Dilma ser mulher a ajudou nessas eleições?

Montenegro: Acho que não ajudou muito. Mas é algo diferente. O Brasil já tem implementado coisas novas na política, como foi a eleição de um sindicalista. É um fato interessante, mas a competência do Lula e da Dilma ajudaram muito mais.

IstoÉ: O atabalhoado processo de escolha do vice na chapa do PSDB prejudicou a candidatura de José Serra?

Montenegro: Não. Nunca vi vice ganhar eleição. Nem perder.

IstoÉ: O sr. acredita que Lula possa puxar votos para candidatos do PT nos estados, como em São Paulo, por exemplo?

Montenegro: Acho muito difícil. O Lula tinha toda essa popularidade em 2008, apoiou a Marta e ela perdeu do Gilberto Kassab, que estava fazendo uma boa administração.

 Fonte: www.pt.org.br

Parabéns para os 100 do Corinthians

No retorno de Ronaldo, Timão bate o Vitória e ganha parabéns da Fiel
Às vésperas do aniversário de 100 anos, Iarley e Paulinho asseguram triunfo por 2 a 1. Fenômeno tem atuação apenas discreta


São Paulo

 “Parabéns pra você, nesta data querida...”. A torcida do Corinthians antecipou o centenário do clube, que será comemorado na próxima quarta-feira, e parabenizou o time na tarde deste domingo no Pacaembu. Até porque o clube fez por onde. Sem dificuldade, o Timão, reforçado pelo retorno de Ronaldo, fez 2 a 1 no Vitória neste domingo e se manteve na segunda colocação do Brasileirão. Os gols foram de Iarley e Paulinho.

O triunfo desta tarde, que teve o melhor público do Timão neste Brasileiro incluindo os não pagantes - 36.142 - , mantém a equipe com 100% de aproveitamento nos jogos como mandante. São nove partidas e nove vitórias. Na tabela, ainda vice-líder, o Timão volta a ficar a apenas dois pontos do líder Flu. Mas a equipe carioca ainda joga neste domingo, às 18h30m, contra o São Paulo.

A equipe baiana, por sua vez, segue em posição intermediária na tabela, com 21 pontos. É o segundo jogo seguido sem triunfo do Vitória, que neste domingo acompanhou de perto o retorno do corintiano Ronaldo aos gramados. Depois de 112 dias fora de combate, o craque teve atuação apenas discreta. Mas foi ovacionado pelos mais de 32 mil torcedores presentes ao Pacaembu.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians jogaria com o Vasco, em São Januário, no Rio de Janeiro. Mas por conta das comemorações do centenário, a partida foi transferida pela CBF para o dia 13 de outubro. Portanto, o próximo duelo do Timão será no sábado, dia 4, contra o Goiás, no Pacaembu.

O Vitória, por sua vez, tem compromisso na próxima quarta-feira, dia 1º de setembro. A equipe baiana recebe o Inter às 19h30m, no Barradão, em Salvador. fonte G1

Palmeiras de Felipão vence Atlético-MG de virada

O revés por 2 a 1 em casa ampliou a crise do time de Luxemburgo.

Em dia do volante Marcos Assunção e do atacante Kleber, que participaram ativamente da jogada dos dois gols, e uma partida de muitos gols perdidos e emoção para todos os gostos, o Palmeiras do técnico Luiz Felipe Scolari derrotou o Atlético-MG de Vanderlei Luxemburgo de virada fora de casa por 2 a 1, reagiu no Campeonato Brasileiro e, de quebra, ampliou a crise do rival na competição.

A vitória deixou o Palmeiras mais próximo da parte de cima da tabela do Brasileirão. Com 23 pontos, o time alviverde é o oitavo colocado. Já o Atlético-MG segue o seu ‘calvário’ na competição, pois se manteve com 14 e terá que torcer para não passar para penúltimo no fim da rodada.

Os times começaram a partida com posturas completamente distintas. O Atlético-MG, precisando da vitória em casa na luta contra o rebaixamento, foi escalado por Luxemburgo num 4-4-2 ofensivo, já que Ricardinho voltou a ser volante.

Ainda atormentado pela derrota do Palmeiras por 3 a 0 contra o Atlético-GO no Pacaembu no dia do seu aniversário de 96 anos, Felipão colocou o time no 3-6-1, com cinco volantes de origem no meio de campo para conter o ímpeto dos mineiros. Scolari, aliás, reclamou muito da arbitragem de Marcelo de Lima Henrique.

O treinador mostrou seguidas vezes com as mãos as faltas que o meia Valdivia sofria. Mas por ter escapado recentemente de uma punição grave no STJD, o treinador do Palmeiras se mostrou um pouco mais contido em suas reclamações.

O Atlético-MG também reclamou muito dos critérios do árbitro, por parte de Luxemburgo e do preparador físico Antônio Mello, que foi ameaçado de ser excluído de campo se não mudasse a sua postura.

Kleber e Valdivia reviveram os bons momentos de 2008, quando conquistaram o Paulistão pelo Palmeiras. Os dois levaram perigo para a defesa do Atlético-MG, perdendo duas boas chances de abrir o placar do Ipatingão.

Pelo lado do Atlético-MG, tirando a boa chance do atacante Neto Berola (acertou o travessão), o que se viu foi muita dificuldade de escapar da marcação do Palmeiras. Diego Souza e Diego Tardelli tiveram atuações apagadas.

No segundo tempo, Luxemburgo colocou Serginho no lugar de Mendez. E foi dele que surgiu o gol de Neto Berola logo no início, que mudou a cara da partida, e obrigou Felipão a deixar o Palmeiras mais ofensivo (entraram Luan e Tinga nos lugares de Fabrício e Valdivia).

As trocas de Felipão surtiram efeito, pois três minutos depois o Palmeiras chegou ao gol com Marcos Assunção em jogada de Kleber. Em seguida, os dois ‘trocaram de função’: Assunção fez a jogada e Kleber marcou, virando o placar.

Com a virada no placar, o Palmeiras afastou um princípio de instabilidade no campeonato e deixou a sua torcida eufórica, que passou a gritar no Ipatingão “ão ão ão segunda divisão” em provocação ao Atlético-MG, que segue em péssimo momento no Nacional.

"No segundo tempo fizemos o mais difícil que foi o gol, mas em duas bobeadas levamos a virada", lamentou o atacante Diego Tardelli na saída do gramado.

As duas equipes voltam a jogar no meio da semana pela 18ª rodada do Brasileirão: o Palmeiras encara o Fluminense fora de casa na quarta-feira (22h), enquanto o Atlético-MG encara o Goiás uma hora antes no Serra Dourada. fonte o minuto

Atenção pais!


Começa em setembro fiscalização do uso de cadeirinhas no transporte


Quem transportar crianças de até 7 anos e meio de idade sem a cadeirinha de retenção cometerá infração de trânsito gravíssima.
Por Agência BrasilTamanho do texto: A ImprimirBrasília - A partir de setembro, quem transportar crianças de até 7 anos e meio de idade sem a cadeirinha de retenção cometerá infração de trânsito gravíssima e estará sujeito a multa de R$ 191,54, além de perder sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e ter o veículo apreendido até que a irregularidade seja resolvida.

Em junho de 2008, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) alterou a regulamentação sobre o transporte de crianças até 10 anos e estipulou prazo de 730 dias para que os condutores se adequassem à legislação. O prazo se encerrou em julho deste ano, mas foi prorrogado até o fim deste mês porque as cadeirinhas estavam em falta no mercado.

A atual regulamentação, assim como a anterior, estipula que as crianças menores de 10 anos sejam transportadas no banco traseiro dos veículos, mas prevê a obrigatoriedade do uso de cadeirinhas de retenção para crianças de até 7 anos e meio. Outra novidade, é que a lei determina a utilização de cadeirinhas de acordo com a idade de cada criança.

Por exemplo, as crianças de até 1 ano de idade deverão ser transportadas no bebê conforto. As que têm entre 1 e 4 anos em cadeirinhas, que já são normalmente utilizadas, e as de 4 a 7 anos e meio de idade deverão ser transportadas em assentos de elevação.

Segundo a engenheira da Divisão de Programas de Avaliação da Conformidade (Dipac) do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), Milene Cleto, antes de comprar, o consumidor deve verificar se o produto tem o selo de qualidade do Inmetro e ficar atento para escolher a cadeirinha adequada à altura e ao peso da criança.

“O selo do Inmetro é a garantia de que o produto tem qualidade e não vai oferecer risco à segurança da criança. Além disso, deve-se escolher uma cadeirinha que seja compatível com o peso e altura da criança. Outro ponto importante, é pedir orientação ao lojista para instalar o produto corretamente”, disse a engenheira do Inmetro.

Atualmente, existem 19 empresas fabricantes de cadeirinhas que são certificadas pelo Inmetro, sendo oito nacionais e 11 internacionais. Segundo o Inmetro, essas empresas são responsáveis por 124 modelos de cadeirinhas comercializadas no país. A técnica do Inmetro destaca que com essa variedade de produtos qualificados não há motivo para comprar um produto sem certificação.

“Existem muitas cadeirinhas com o selo do Inmetro. Caso o consumidor encontre um produto sem a qualificação do órgão, é preciso denunciar para que esse produto não seja vendido e não ofereça risco à segurança das pessoas”, afirmou a especialista. O consumidor pode denunciar, ligando para a Ouvidoria do Inmetro, no telefone 0800 – 285 - 1818.

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) ainda não tem estatísticas sobre o número de crianças envolvidas em acidentes de trânsito em 2009, nem em 2010. A última pesquisa do departamento traz dados dos primeiros sete meses de 2008, em que 5.002 crianças até 12 anos foram vítimas de acidentes no trânsito, sendo que 183 morreram. fonte o minuto

Hoje é o Dia de Combate ao Fumo

Você quer parar de fumar?




Parar de fumar não é fácil, mas é cada dia menos difícil, se contarmos com a ajuda que a natureza tem a oferecer. Mas para sermos
ajudados é necessário realmente querer!

O cigarro, que tradicionalmente foi associado ao glamour e à rebeldia adolescente, hoje está vinculado à doença, ao vício e à inadequação social. Se antes era possível ser fumante sem nunca questionar o hábito, hoje todo adepto do fumo se depara de tempos em tempos com o desafio de deixar de fumar. Por esse motivo, o processo de decisão de abandono do hábito é um fator muito importante para o sucesso ou insucesso da tentativa. Porque a decisão é, sim, resultado de um processo, mesmo quando aparenta ter sido tomada impulsivamente.

A decisão de parar de fumar tem que ser baseada nos motivos corretos! Não vai acontecer porque os pais, os filhos, o(a) namorado(a), o(a) esposo(a), os amigos ou quem quer que o rodeie deseje. Claro que o apoio das pessoas queridas é muito importante, mas não pode ser o motivo da decisão. Este motivo é muito pessoal e tem que ser forte! Para encontrá-lo pode ser interessante procurar responder a algumas questões:

Se esta ou aquela pessoa não se importasse com meu hábito de fumar, ainda assim eu desejaria parar?

Se não houvesse uma pressão no trabalho, mesmo assim eu tentaria?

Se eu tiver um jeito de fumar sem ninguém perceber, mesmo assim eu quero parar?

Respondendo sim a essas perguntas você está eliminando alguns motivos incorretos para abandonar o hábito. Agora busque também responder às questões afirmativas:

Eu percebo que o cigarro interfere negativamente na minha saúde, provocando sintomas desagradáveis, como pigarro, tosse e falta de fôlego?

Eu admiro quem conseguiu parar de fumar?

Eu me imagino uma pessoa melhor sem o hábito do cigarro?

Eu relaciono o abandono de hábito a uma vida mais saudável e feliz?
Se você respondeu mais alguns sins, então é possível que esteja no caminho certo de superar este vício. E sendo assim, veja algumas dicas do que a Naturologia tem a oferecer para ajudar você:

Florais de Bach: Essências florais são preparados vibracionais à base de flores que atuam em nosso emocional. O ideal é que seja formulado individualmente, de acordo com o momento e as características de cada um. Porém, podemos citar algumas essências do sistema de Florais de Bach que podem ser indicadas para apoio ao momento de parar de fumar. Impatiens, atenua a irritabilidade que pode estar associada à retirada da nicotina do organismo; Crab Aplle, auxilia os processos de limpeza e desintoxicação; Walnut, para constância na decisão e proteção de influências externas; Chestnut Bud, para os que já tentaram parar outras vezes e não alcançaram seu objetivo. Em outros sistemas também encontramos essências importantes, como a Nicotiana do sistema floral da Califórnia e Dandelion, com ação semelhante ao Impatiens de Bach.

Auriculoterapia: O estímulo de pontos específicos no pavilhão auricular contribui para a inibição da compulsão pelo cigarro, acalma e equilibra. Este estímulo pode ser feito por sementes ou micro esferas de diversos materiais. É preciso consultar um profissional para fazer as aplicações.

Aromaterapia: O uso de óleos essenciais, que são os óleos extraídos das partes aromáticas das plantas, pode ser um importante aliado no desafio de parar de fumar. Massagens com óleos preparados com estes aromas, aromatizadores elétricos ou em spray com sinergias (combinações de aromas) para o ambiente, cremes para a pele e para a inalação, são algumas das possibilidades de ajuda nos momentos mais difíceis de superação do hábito.

Automassagem, técnicas meditativas e respiratórias, arte integrativa: Essas técnicas ajudam muito a substituir os momentos prazerosos do cigarro por momentos de relaxamento, prazer e conforto sem o cigarro. Grande parte do apego que temos ao hábito está muitas vezes relacionado a esses momentos e é importante criar alternativas, como uma meditação rápida e simples dirigida por uma boa música, uma técnica de respiração relaxante, uma pintura de mandala, a leitura de um conto ou uma auto massagem em pontos específicos. Se você para seu trabalho no meio da tarde para fumar, é preciso substituir o hábito por algo prazeroso e saudável. Se você fuma quando fica sozinho em meio a uma rotina muito agitada, vai ser importante manter esses momentos de solidão, reflexão e relaxamento sem o cigarro.

Fitoterapia: Os fitoterápicos podem auxiliar em desconfortos físicos que surgem pela mudança de hábito e pela retirada de nicotina do organismo, como dificuldade na evacuação ou na conciliação do sono. Chás e tinturas bem indicadas podem ajudar seu organismo nesta fase de mudança. fonte hotmail

Hamilton vence corrida confusa na Bélgica

Hamilton vence mais uma.
Webber é o segundo, Vettel tira Button; no GP 300, Rubinho bate
Hamilton liderou desde a primeira volta da prova (Crédito: Reuters)

O inglês Lewis Hamilton venceu neste domingo um agitado Grande Prêmio da Bélgica de Fórmula 1, em Spa-Francorchamps, e reassumiu a liderança do Mundial. O piloto da McLaren liderou de ponta a ponta uma prova marcada por alguns períodos de chuva e erros de Sebastian Vettel, que tirou Jenson Button da prova e se tirou da zona de pontuação, e Fernando Alonso, que bateu e abandonou. Hamilton alcançou 182 pontos, três a mais do que Mark Webber, que caiu da pole para o sétimo lugar no começo mas se recuperou e chegou em segundo - Robert Kubica fechou o pódio.

Veja imagens do Grande Prêmio da Bélgica

Em relação aos brasileiros, Felipe Massa fez uma boa corrida e terminou em quarto com sua Ferrari. Lucas di Grassi, da Virgin, terminou em 17º. Já Bruno Senna, que teve um problema na suspensão traseira, e Rubens Barrichello, que bateu no fim da primeira volta no seu GP 300, abandonaram a corrida.

Também marcaram pontos Adrian Sutil (Force India), em quinto, Nico Rosberg (Mercedes), em sexto, Michael Schumacher (Mercedes), em sétimo, Kamui Kobayashi (Sauber), em oitavo, Vitaly Petrov (Renault), em nono, e Vitantonio Liuzzi (Force India), em décimo.

A CORRIDA

O GP começou confuso. Webber partiu mal da pole e despencou para sétimo. Hamilton pegou a ponta, seguido por Kubica, Button, Vettel, Massa, Sutil. Mas logo no fim da primeira volta começou a chover e quase todos os pilotos tiveram problemas para frear na Bus Stop com pneus slicks, Barrichello, que caíra de sétimo para nono na largada, não conseguiu parar, bateu em Alonso e abandonou.
O espanhol teve danos na Ferrari, entrou nos boxes e aproveitou para colocar pneus intermediários. Como o safety car reagrupou o pelotão, Alonso poderia ter se dado bem se a chuva tivesse continuado. Mas logo a água parou de cair e, pouco depois da relargada, o espanhol teve de colocar pneus slicks.

Na frente, Hamilton disparou logo nas primeiras voltas, enquanto Button e Vettel se livraram de Kubica e Webber passou Sutil e Massa. As posições se mantiveram assim até a 17ª volta, quando Vettel se enrolou ao tentar passar Button e tirou o inglês da prova. O alemão teve de trocar a asa dianteira e perdeu muitas posições. Para piorar, foi punido pela manobra e ficou sem chances de marcar pontos.

Hamilton continuou liderando com tranquilidade mesmo após a troca de pneus obrigatória, enquanto Kubica não permitia ataques de Webber e Massa. Foi quando a chuva voltou, a menos de dez voltas do fim, e todos os pilotos tiveram de colocar pneus biscoito. Quando parou nos boxes, Kubica errou o ponto de freada e perdeu alguns segundos, proporcionando a Webber assumir o segundo lugar.

Logo depois, Fernando Alonso bateu e levou o safety car de volta à pista. O pelotão se reagrupou de novo, mas as principais posições foram mantidas e Hamilton pôde saborear a recuperação da liderança do campeonato, mesmo que por míseros três pontos sobre Webber, que, após a má largada, até que minimizou muito bem o prejuízo com a segunda colocação.

A próxima corrida será daqui a duas semanas, em Monza (Itália). Antes disso, no dia 8, a Ferrari será julgada pela manipulação de resultado no GP da Alemanha, quando ordenou a Felipe Massa que cedesse o primeiro lugar a Fernando Alonso, e poderá perder todos os pontos.



RESULTADO FINAL DO GP DA BÉLGICA

1º - Lewis Hamilton (ING) McLaren-Mercedes - 1h29m04s268

2º - Mark Webber (AUS) Red Bull-Renault - a 1s571

3º - Robert Kubica (POL) Renault - a 3s493

4º - Felipe Massa (BRA) Ferrari - a 8s264

5º - Adrian Sutil (ALE) Force India-Mercedes - a 9s094

6º - Nico Rosberg (ALE) Mercedes - a 12s359

7º - Michael Schumacher (ALE) Mercedes - a 15s548

8º - Kamui Kobayashi (JAP) Sauber-Ferrari - a 16s678

9º - Vitaly Petrov (RUS) Renault - a 23s851

10º - Vitantonio Liuzzi (ITA) Force India-Mercedes - a 34s831

11º - Pedro de la Rosa (ESP) Sauber-Ferrari - a 36s019

12º - Sebastien Buemi (SUI) Toro Rosso-Ferrari - a 39s895

13º - Jaime Alguersuari (ESP) Toro Rosso-Ferrari - a 49s457

14º - Nico Hulkenberg (ALE) Williams-Cosworth - a uma volta

15º - Sebastian Vettel (ALE) Red Bull-Renault - a uma volta

16º - Heikki Kovalainen (FIN) Lotus-Cosworth - a uma volta

17º - Lucas Di Grassi (BRA) Virgin-Cosworth - a uma volta

18º - Timo Glock (ALE) Virgin-Cosworth - a uma volta

19º - Jarno Trulli (ITA) Lotus-Cosworth - a uma volta

20º - Sakon Yamamoto (JAP) Hispania-Cosworth - a duas voltas

ABANDONOS

Fernando Alonso (ESP) Ferrari - a sete voltas (acidente)

Jenson Button (ING) McLaren-Mercedes - a 29 voltas (colisão)

Bruno Senna (BRA) Hispania-Cosworth - a 39 voltas (suspensão)

Rubens Barrichello (BRA) Williams-Cosworth - a 44 voltas (colisão)

VOLTA MAIS RÁPIDA

Lewis Hamilton (ING) McLaren-Mercedes - 1m49s069, na 32ª.
fonte hotmail.

Silas é o novo técnico do Flamengo

Ex-treinador do Grêmio é confirmado no Rubro-Negro

Silas foi campeão gaúcho em 2010 com o Grêmio (Crédito: Gil Leonardi)
Depois de levar um não de Carlos Alberto Parreira, o Flamengo agiu rápido e anunciou a contratação de Silas por um ano. O Rubro-Negro confirmou o acerto com o técnico através de seu site oficial.
O Flamengo estava sem técnico desde a última sexta-feira, quando demitiu Rogério Lourenço um dia após o empate em 0 a 0 com o Atlético-MG em pleno Maracanã.

Silas se destacou no Brasileiro do ano passado ao fazer uma boa campanha com o Avaí. Em 2010, foi contratado pelo Grêmio e conseguiu o título gaúcho. Porém, acabou demitido do Tricolor após uma série de maus resultados que culminou na derrota em casa por 2 a 1 para o Fluminense.
Como jogador, Silas já havia sido companheiro de Zico, atual diretor-executivo do Flamengo. Os dois estavam na Seleção Brasileira na Copa de 1986 e entraram no decorrer do fatídico jogo contra a França, que eliminou o Brasil nos pênaltis pelas quartas-de-final. fonte hotmail.

IBERÊ: "QUERO SER REELEITO PARA FAZER MUITO MAIS POR APODI E PELO NOSSO ESTADO"

“Eu quero ser reeleito governador para fazer mais. Para apoiar os municípios, para encontrar soluções para a saúde, para revolucionar a educação, para oferecer mais oportunidades para os jovens, para interiorizar o desenvolvimento”. Com esta declaração, o governador se dirigiu ao povo de Apodi na noite deste sábado (28), reafirmando alguns dos seus principais compromissos e prioridades para a gestão que começará em 1º de janeiro de 2001.






A mobilização em Apodi encerrou o terceiro dia consecutivo de incursão da Vitória do Povo pela região Oeste.

Aos apodienses, o governador entregou o destino de sua campanha e destacou a firmeza e seriedade de seus propósitos.

“Fui deputado estadual por duas vezes, deputado federal por seis mandatos, secretário de Estado, vice-governador e agora governador. Fui relator geral do Orçamento Geral União, vivi momentos bons e vi momentos ruins no Congresso, mas nunca, um conterrâneo teve o desprazer de ler no jornal ou ver na televisão o nome de Iberê em alguma lista de envolvidos em escândalos”.




POVO NAS RUAS DE APODI DIZ QUE ESTÁ COM IBERÊ E VILMA


“Esta multidão veio aqui para dizer, Iberê, que está com você, que acredita em você, que você será, de novo, o nosso governador, que acredita em você e que você fará muito mais por Apodi, pelo Oeste e pelo Rio Grande do Norte”.





A declaração do ex-prefeito Pinheiro sintetiza o sentimento dos milhares de habitantes de Apodi que saíram às ruas na noite deste sábado (28) para ver, saudar e ouvir Iberê, Vilma, Hugo e os caravaneiros da Vitória do Povo.

“Esta multidão também veio aqui dizer a Vilma que ela merece e será a nossa senadora”, disse o ex-prefeito em sua saudação à Vilma de Faria, candidata ao Senado.

A recepção à caravana da Vitória do Povo se transformou numa grande festa, semelhante a um carnaval, da entrada da cidade até o centro, onde Iberê, Vilma e Hugo comandaram um grande comício.

Lideranças como os ex-prefeitos Pinheiro e Simão, o atual vice-prefeito Vandinho, vereadores e e líderes políticas de várias cidades da região, caminharam junto com o governador e os candidatos ao Senado.

Os prefeitos de Areia Branca (Souza), de Grossos (Veronildo), de Baraúna (Aldivon) e os deputados Gustavo Carvalho, Sandra e Larissa Rosado também prestigiaram a noite de festa de Apodi.




IBERÊ: MOSSORÓ SAI ÀS RUAS PARA DIZER QUE NÃO TEM DONO E VOTA 40





Mais uma vez os mossoroenses saíram às ruas para demonstrar apoio a Iberê governador e aos candidatos ao Senado, Vilma e Hugo.

A carreata deste sábado (28) reuniu centenas de veículos e milhares de pessoas nas ruas da capital do Oeste e encerrou a programação do fim de semana da "Vitória do Povo" na região.

Desde a concentração, no bairro Abolição II, as pessoas nas portas de suas casas e nas calçadas, esquinas e ruas por onde a caravana passava, repetiram os gestos de apoio e aplaudiam o locutor que relembrava as obras de Vilma em Mossoró e região e o trabalho que o governador Iberê está dando continuidade.

No carro palanque, as deputadas Sandra e Larissa Rosado (PSB), que disputam a reeleição, se juntaram a Iberê, Vilma, Hugo e os candidatos a deputado Genivan Vale (PR) e Luiz Carlos (PT), entre outros.

Comitivas com eleitores e lideranças de várias cidades da região, comandadas por prefeitos, vice-prefeitos e vereadores foram se juntando à carreata ao longo do percurso.

No encerramento da carreata no bairro de Santo Antônio, o governador agradeceu as manifestações de apoio e carinho e disse ver nelas um sinal de vitória.

"Mossoró deu mais uma demonstração de liberdade e de independência para votar em quem quiser. O povo saiu às ruas, nos acompanhou e nos estimulou, como se dissesse: 'sigam em frente porque Mossoró não tem dono, Mossoró vai votar no 40'", disse o governador.

Para Iberê, Mossoró compreendeu que o voto é uma oportunidade de melhorar a vida. “A gente melhora a vida quando vota certo, quando vota em quem conhece, em quem trabalha. E o voto certo é votar no time do presidente Lula, votando Dilma, Iberê, Vilma, Hugo e nos candidatos da Vitória do Povo”.



VITÓRIA DO POVO FAZ CARREATA COM IBERÊ, VILMA E HUGO EM MOSSORÓ





A coligação Vitória do Povo (PSB, PT, PTB e PPS) realiza uma grande carreata, a partir das 17h deste sábado (28), com os candidatos da chapa majoritária, Iberê (governador), Vilma (senadora) e Hugo Manso (senador), na cidade de Mossoró. Com saída do Centro Comercial do bairro Abolição II, a carreata percorrerá 10 ruas e avenidas da cidade, até a Praça do Conjunto Mota Neto, no bairro de Santo Antônio.

Veja os nomes de todas as ruas por onda a caravana da Vitória do Povo vai passar: Campos Sales, Pedro Velho, Rodrigues Alves, Epitácio Pessoa, Antônio Soares do Couto, Emílio Castelar, Orlando Dantas, Pedro Velho, José Almeida Tomaz e Lira Tavares

IBOPE E IPESPE DIVULGA PESQUISA AMANHÃ

AMANHÃ TEM DIVULGAÇÃO DE PESQUISAS

A semana começa com a emoção das pesquisas eleitorais. Os institutos nacionais Ipespe e Ibope já estão com os números tabulados e a autorizados pela legislação eleitoral para publicação a partir de amanhã. A 96 FM de Natal divulgará os números do Ipespe, enquanto a InterTV Cabugi, a do Ibope. FONTE BLOG DO CHICO LIMA

Gaspari também desmente Agripino: "Se dependesse do DEM, ProUni não existiria"

Há oito dias, aqui neste blog, eu publiquei uma nota desmentindo a informação dada e reiterada pelo senador potiguar José Agripino Maia, por meio da sua assessoria de imprensa, garantindo que o seu partido, o Democratas, nunca foi contra o Prouni, ou ProUni,o Programa Universitário para Todos que hoje faz grande sucesso.

Ainda assim, Agripino continua contando a história errada.

Hoje, simultaneamente em O Globo e no jornal Folha de S.Paulo, o jornalista Elio Gaspari, um dos papas da imprensa brasileira, também desmente Agripino e confirma já no título do seu artigo: "Se dependesse do DEM, ProUni não existiria".

Leiam:

Em benefício da qualidade do debate eleitoral, é necessário que seja esclarecida uma troca de farpas entre Dilma Rousseff e José Serra durante o debate do UOL/Folha. Dilma atacou dizendo o seguinte: "O partido de seu vice entrou na Justiça para acabar com o ProUni. Se a Justiça aceitasse o pedido, como você explicaria essa atitude para 704 mil alunos que dependem do programa?"

Serra respondeu: "O DEM não entrou com processo para acabar com o ProUni. Foi uma questão de inconstitucionalidade, um aspecto".

Em seguida, o deputado Rodrigo Maia, presidente do DEM, foi na jugular: "Essa informação que ela deu é falsa, mentirosa".

Mentirosa foi a contradita. O ProUni foi criado pela medida provisória 213 no dia 10 de setembro de 2004. Duas semanas depois o PFL, pai do DEM, entrou no Supremo Tribunal Federal com uma ação direta de inconstitucionalidade contra a iniciativa, e ela tomou o nome de ADI 3314.

O ProUni transferiu para o MEC a seleção dos estudantes que devem receber bolsas de estudo em universidades privadas. Antes dele, elas usufruíam benefícios tributários e concediam gratuidades de acordo com regras abstrusas e preferências de cada instituição ou de seus donos.

Com o ProUni, a seleção dos bolsistas (1 para cada outros 9 alunos) passou a ser impessoal, seguindo critérios sociais (1,5 salário mínimo per capita de renda familiar, para os benefícios integrais), de acordo com o desempenho dos estudantes nas provas do Enem. Ninguém foi obrigado a aderir ao programa, só quem quisesse continuar isento de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica, PIS e Cofins.

O DEM sustenta que são inconstitucionais a transferência da atribuição, o teto de renda familiar dos beneficiados, a fixação de normas de desempenho durante o curso, bem como as penas a que estariam sujeitas as faculdades que não cumprissem essas exigências.

A ADI do ex-PFL está no Supremo, na companhia de outras duas e todas já foram rebarbadas pelo relator do processo, o ministro Carlos Ayres Britto. Se ela vier a ser aceita pelo tribunal, bye bye ProUni.

Quando o PFL/DEM decidiu detonar a medida provisória 213, sabia o que estava fazendo. Sua petição, de 23 páginas, está até bem argumentada. O que não vale é tentar esconder o gesto às vésperas de eleição.

Em 1944, quando o presidente Franklin Roosevelt criou a GI Bill que, entre outras coisas, abria as universidades para os soldados que retornavam da guerra, houve políticos (poucos) e educadores (de peso) que combateram a iniciativa.

Todos tiveram a coragem de sustentar suas posições. Em dez anos, a GI Bill botou 2,2 milhões de jovens veteranos nas universidades, tornando-se uma das molas propulsoras de uma nova classe média americana.

O ProUni não criou as bolsas, ele apenas introduziu critérios de desempenho e de alcance social para a obtenção do incentivo. Desde 2004 o programa já formou 110 mil jovens, e há hoje outros 429 mil cursando universidades. Algum dia será possível comparar o efeito social e qualificador do ProUni na formação da nova classe média brasileira. Nessa ocasião, como hoje, o DEM ficará no lugar que escolheu. fonte o minuto

Presidente Lula aponta geração de 14 milhões de empregos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou ao porto de Suape, na região metropolitana do Recife, por volta das 16 horas. Ele visitou as obras de terraplenagem da refinaria Abreu e Lima, participou da cerimônia de pré-operação da unidade de fios de poliéster da Petroquímica Suape e inaugurou o gasoduto Pilar-Ipojuca. Em seu discurso, Lula disse que no seu governo foram criados mais de 14 milhões de empregos. “Digo isso com muito orgulho, porque cada operário, cada operária que eu abracei aqui em Suape me agradecia pelo emprego que tinha conseguido, para sustentar com dignidade a sua família”, afirmou presidente que começou o discurso lendo o texto preparado por sua assessoria, mas depois falou de improviso e empolgou a todos, sendo várias vezes muito aplaudido.


RICARDO STUCKERT/PR

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirma, em Pernambuco, que está feliz com o tratamento do povo“Vou ler o meu discurso, porque toda vez que eu falo de improviso, eu vou me empolgando, o tempo vai passando e demora muito. É sexta-feira, dia de tomar uma cervejinha, e eu não quero me alongar muito, para não tomar o tempo de vocês”, afirmou o presidente, no início da sua fala. Ele destacou os aspectos financeiros, econômicos e sociais da refinaria, da petroquímica e do gasoduto Pilar/Ipojuca.


Depois de ler o discurso, Lula voltou ao improviso e emocionou a todos quando disse que sabe o valor de ter um emprego de carteira assinada. “Eu já fiquei três meses desempregado e sei o quanto é duro querer comprar uma coisa e não poder, querer comprar um refrigerante, na hora do lanche, e não ter dinheiro”, afirmou o presidente.



Lula também se disse feliz com a forma com que o povo o trata na rua. “Ninguém me chama de excelência. É Lula, O trabalhador me abraça e agradecer pelo emprego que conseguiu. Isso é muito gratificante, porque eu sei o quanto é importante ter um emprego, para sustentar a família com dignidade, para comer um pouco melhor, para poder comprar uma roupa ou dar um presente ao filho ou a esposa”, acrescentou o presidente. “Nunca mais esse País vai gerar uma geração e meia de empregados, como gerou durante esses oito anos. Esse País hoje tem autoestima, as pessoas começaram a gostar do que é bom e passaram a ser mais exigentes”, observou o presidente.


Ele disse também que nos governos anteriores, os presidentes gostavam de dizer que primeiro tinha que fazer o bolo crescer para depois repartir com o povo, o governo acabava e ninguém via o bolo, ou só quem via eram os governantes e seus apadrinhados.

“Teve governante no Brasil que governou para um terço da população. Eu sempre achei que o presidente tem que governar para todos. Governar o Brasil é fazer como uma mãe faz. Ela pode ter cinco filhos, não importa, mas na hora que coloca todos na meda, ela divide a comida com todos”, contou. “Isso mudou, porque o Brasil agora é governado para todos”, afirmou Lula.

Lula destaca que Bolsa Família ajuda nos gastos com Educação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva contou ontem em Pernambuco a história de uma mãe que usa o dinheiro do Bolsa Família para ajudar na educação dos filhos. “Essa mãe me disse que antes do Bolsa Família ela só podia comprar um lápis de cor e partir no meio para dividi-lo com dois filhos. Agora, com o Bolsa Família ela compra uma caixa de lápis inteiro e ajuda na educação dos filhos”, relatou.

“Não é possível em 8 anos consertar os desmandos de 500 anos. O Brasil aprendeu, mudou e não quer mais retroceder”, disse o presidente em seu discurso. Segundo ele, o complexo petroquímico Suape, que entrou em operação, é a maior planta de poliéster da América Latina. “Só tem maior na China. Sua instalação é fundamental para a indústria têxtil do Brasil. Até março de 2011 as outras duas plantas entram em funcionamento e eu espero ser convidado para vim aqui mesmo não sendo mais presidente”, afirmou.

O presidente Lula descerrou a placa de inauguração do gasoduto Pilar-Ipojuca, sobrevoou o complexo de Suape e participou ainda da cerimônia alusiva ao pico de empregos na Refinaria Abreu e Lima. À noite, o presidente participaria de comício no Marco Zero do Recife, ao lado da candidata do PT à Presidência da República, ex-ministra Dilma Rousseff, e dos candidatos da Frente Popular de Pernambuco.

Esta foi a sexta visita do presidente a Pernambuco, em 2010. O retorno para Brasília estava marcado para as 23 horas.
Fonte: Tribuna do Norte

sábado, 28 de agosto de 2010

Prefeito Assis da Padaria diz que renuncia ao mandato se algum deputado federal trabalhou mais do que Fátima Bezerra por Santana do Matos

Fátima participou de comício em Santana do Matos

Na luta pela reeleição, a deputada federal Fátima Bezerra fez campanha nesta sexta-feira na cidade de Santa do Matos.
Fátima caminhou pelas ruas da cidade ao lado do prefeito Assis da Padaria.

Após a caminhada, Fátima e o prefeito participaram de um comício.

“Fátima Bezerra adotou essa cidade como sendo sua. Eu faço um desafio: se tiver algum deputado federal que tenha trabalhado um terço do que Fátima trabalhou por Santana do Matos eu renuncio o meu mandato”, enfatizou Assis da Padaria.

Assis da Padaria fez um alerta aos seus conterrâneos: “É preciso não se deixar levar por candidatos que não fizeram nada por nossa cidade e hoje batem na sua porta,pedindo o seu voto”.
Fátima agradeceu às palavras do prefeito e disse que estava feliz em saber que o seu mandato tem contribuído para o desenvolvimento de Santana do Matos. Acessoria

Veja a agenda dos candidatos para este sábado

O candidato Sandro Pimentel
 (Psol) participa de comício relâmpago na cidade de Macaíba e faz visita aos feirantes pela manhã. A tarde, o candidato faz visita à população da cidade.


Carlos Eduardo (PDT)
articipa de caravana Coragem pra Mudar nos municípios de Lajes, Pedra Preta, Fernando Pedroza, Pedro Avelino e Afonso Bezerra. A noite, o candidato faz Comício de encerramento da Caravana Coragem pra Mudar em Angicos.

Iberê Ferreira (PSB)
visita a cidade de Assú pela manhã e a tarde, almoça em Mossoró com o Sindicato da Indústria do Sal. A tarde, o candidato participa de carreata em Mossoró e faz comício em Apodi no final da noite.

Simone Dutra (PSTU)
se reune com artistas no aniversário da Casa do Cordel no centro da cidade, em Natal. A tarde, a candidata faz corpo a corpo com trabalhadores fabris em Extremoz.

A democrata Rosalba Ciarlini (DEM)
 faz visita à feira livre do Município de Lajes e inaugura a Casa Rosa no município. Depois, Rosalba visita a caprifeira de Lajes e a tarde, faz movimentação no Seridó com visita aos municípios de Bodó, Cerro Corá e Currais Novos onde finaliza o dia com comício.

O candidato Bartô Moreira (PRTB)
faz visita ao centro comercial e feira de Parnamirim. A tarde, o candidato concede entrevista a uma emissora de radio e faz caminhada com os candidatos a deputados em Parnamirim. fonte o minuto

Dilma abre 24 pontos à frente de Serra, mostra Ibope

Após dez dias de exposição dos candidatos à Presidência no horário eleitoral, a petista Dilma Rousseff abriu 24 pontos de vantagem sobre o tucano José Serra. Se a eleição fosse hoje, ela venceria no primeiro turno, com 59% dos votos válidos.
Segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, divulgada na noite de ontem, a candidata do PT chegou a 51% das intenções de voto, um crescimento de oito pontos porcentuais em relação ao levantamento anterior do mesmo instituto, feito às vésperas do início da propaganda eleitoral.

Desde então, Serra passou de 32% para 27%. Marina Silva, do PV, oscilou de 8% para 7%. Somados, os adversários da petista têm 35 pontos, 16 a menos do que ela.

O desempenho de Dilma já se equipara à de Luiz Inácio Lula da Silva na campanha de 2006. Na época, no primeiro turno, o então candidato do PT teve 59% dos votos válidos como teto nas pesquisas.

São Paulo
Dilma ultrapassou Serra em São Paulo (42% a 35%) e tem o dobro de votos do adversário (51% a 25%) em Minas Gerais - respectivamente primeiro e segundo maiores colégios eleitorais do País.
No Rio de Janeiro, terceiro Estado com a maior concentração de eleitores, a candidata do PT abriu nada menos do que 41 pontos de vantagem em relação ao tucano (57% a 16%).



Regiões
Na divisão do eleitorado por regiões, Dilma registra a liderança mais folgada no Nordeste, onde tem mais que o triplo de votos do rival (66% a 20%%). No Sudeste, ela vence por 44% a 30%, e no Norte/Centro-Oeste, por 56% a 24%.

A Região Sul é a única em que há empate técnico: Dilma tem 40% e Serra, 35%. A margem de erro específica para a amostra de eleitores dessa região chega a cinco pontos porcentuais. Mas também entre os sulistas se verifica a tendência de crescimento da petista: ela subiu cinco pontos porcentuais na região, e o tucano caiu nove.


Renda
A segmentação do eleitorado por renda mostra que a candidata do PT tem melhor desempenho entre os mais pobres. Dos que têm renda familiar de até um salário mínimo, 58% manifestam a intenção de votar nela, e 22% em Serra.

Na faixa de renda logo acima - de um a dois salários mínimos -, o placar é de 53% a 26%. Há um empate entre a petista (39%) e o
tucano (38%) no eleitorado com renda superior a cinco salários.

Também há empate técnico entre ambos no segmento da população que cursou o ensino superior. Nas demais faixas de escolaridade, Dilma vence com 25 a 28 pontos de vantagem.

A pesquisa foi registrada no TSE com número 26.139/2010 e ouviu 2.506 pessoas. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...